Come play with us, Danny.

O iluminado
Stephen King
Editora Suma 
262 páginas
Ano de publicação: 1977 

Sobre o que é: um professor de Inglês chamado Jack Torrance é despedido de seu trabalho e não consegue achar mais emprego em local algum por causa de uma agressão a um aluno e ao fato de ser alcoólatra. Por conta da ajuda do único amigo que lhe resta ele acaba conseguindo emprego como zelador de inverno do Hotel Overlook, local que passará meses cuidando, apenas com sua mulher, Wendy, e seu filho, Danny. O problema é que: Jack é um cara em rehab que perdeu o trabalho por conta do fato de que não consegue controlar o próprio temperamento e quer passar 5 meses trancado num hotel antigo, onde várias coisas terríveis já aconteceram, com a mulher, que já estava tentada a largá-lo, afinal de contas, QUEM NÃO, e o filho, que tem toda uma vibe "I see dead people" e é o iluminado da história - ou seja: o guri tem um grau alto de mediunidade. Porém, a família não tem saída já que, literalmente, não têm de onde tirar o sustento. Jack tentará aproveitar esses meses trancado num hotel vazio para terminar de escrever sua peça - porque ele é metido a escritor -, mas coisas nada agradáveis começam a acontecer. 

Por que ele é bom? Eu tenho um problema com o Stephen King. Há anos tento ler seus livros e a coisa sempre degringola em algum ponto porque acho que a escrita dele é chata. Eu sei, eu sei: todo mundo diz o contrário. Mas sempre me senti nadando contra a correnteza ao tentar ler algum de seus livros: é como se eu estivesse insistindo em algo que só me trará cansaço e frustração - e provavelmente uma lesão por esforço. Porém, desde que li um livro incrível dele chamado Sobre a escrita, que é uma mistura de autobiografia com dicas de escrita, a coisa tem fluído melhor. Descobri que titio King e eu temos muito em comum, principalmente o processo de escrita. E, por conta disso, tomei coragem para tentar uma nova leitura dele, dessa vez The Shining, o livrinho que deu origem a um dos meus filmes preferidos de todos os tempos. 

Uma dica: ESQUEÇAM O FILME. Literalmente, o filme conta apenas 80 páginas do livro - e estou sendo generosa aqui. Não desmerecendo a obra do Kubrick (♥), mas digamos que o filme tem o mesmo plot, porém é uma obra de arte à parte, certo? Certo. O livro é INCRÍVEL. Titio King nos conta uma história sobre loucura. Ocasionada por fantasmas, ecos e blablabla? Certamente. Mas essa não é a questão. A questão é que essa é uma história que, até certo ponto, poderia acontecer com qualquer um. Perder a cabeça, beber todas e entrar em parafuso tornando-se superviolento. Já aconteceu várias vezes. Vemos várias histórias assim nos jornais quase que diariamente. É algo verossímil, e é isso o que assusta mais. 

O que costuma me irritar nos livros do titio King é que ele demora muito pra chegar ao ponto. O cara tem a mania de contar detalhes que nem são tão relevantes assim apenas para nos fazer entrar no clima da história, conhecer as personagens etc. Mas nesse livro isso é MUITO importante porque as personagens são complexas e extremamente bem construídas. 

Fora o fato de que, sim, existe um narrador onisciente, mas os pontos de vista divergem dependendo do capítulo. Os mais interessantes, na minha opinião, são os capítulos do Danny. A visão do menininho de 5 anos vivendo uma situação de estresse intenso como a do livro é algo sensacional. E, em meio aos capítulos, até mesmo no meio de frases, titio King coloca o fluxo de pensamento das personagens. Eu não sou uma grande fã do fluxo de pensamento (sorry, Virginia Woolf e James Joyce), mas adorei a forma como ele é inserido, apenas em pequenos trechos, no livro. Nos ajuda a entender o que se passa na cabeça dessas pessoas.

Por que ele é ruim? MAS ELE NÃO É RUIM, TCHÊ! Eu favoritei o livro, vejam bem. Como já disse várias vezes: tenho dificuldades com os livros do Stephen King. Todos eles parecem ser escritos por uma versão masculina da Danielle Steel, inclusive este. Aliás, uma característica bem marcante dos escritores norte-americanos de uma cerca época - século XX, digamos assim - é que todos eles escrevem de forma meio parecida. A pessoa consegue diferenciar um do outro pelos assuntos, mas não exatamente pelo jeito de escrever. Parece que todos beberam na mesma fonte - e provavelmente fizeram isso mesmo.

Outro ponto que não chega a ser ruim, mas também não é bom, apesar de indicar que o livro funcionou, cumprindo seu propósito, é que: EU NÃO CONSEGUI DORMIR. Aí você pensa na pessoa com vinte e poucos anos na cara que lê um livrinho de uma história que ela já conhecia por cima - por conta do filme - e que, a princípio, não lhe dera medo algum, e que TEM DE ligar a luz do quarto para dormir e mesmo assim não dorme porque simplesmente não conseguia parar de pensar numa cena específica do tal livrinho.

Há vários capítulos pavorosos, mas tem um que me deixou realmente perturbada. Tem uma coisa que acontece com o Danny no playground - quem já leu vai saber do que estou falando - que me deixou terrivelmente agoniada. Mas tá, vi um episódio de HIMYM antes de dormir - sempre funciona - pra relaxar e deitei. Eram 23h. 2h da manhã ainda estava acordada, com os olhos arregalados, no escuro, olhando pra o teto com medo de relaxar e dormir porque VAI QUE. Vai que o quê? Sabe-se lá. Levantei, liguei a luz e disse: agora vai. Não foi. Fui dormir só no outro dia, após chegar em casa da faculdade.

Dado o fato de que jamais senti medo de livros nem filmes nem nada do tipo - nem mesmo quando li e vi O Exorcista, que todo mundo diz que NOOOOSSA, QUE COISA HORRÍVEL - isso quer dizer muita coisa. O Iluminado é um livro que assusta. Pra caramba. Titio King soube como mexer com o nosso psicológico através desse livrinho.

~Jack Nicholson não tem nada a ver com o Jack do livro, mas esse filminho = ♥~ 

Se eu recomendo a leitura? PELAMORDEDELS, SIM! E em caps lock, com erros gramaticais que é pra dar ênfase ao negócio. Esse é um daqueles livros que vale a pena ler. Não importa se em livro físico, pdf, com cheirinho de novo ou aquele cheiro de sebo que causa rinite mas, ai, tão bom: leiam-no.

Em um quote:
Este lugar desumano cria monstros humanos. (p. 204) 

Este post faz parte do Desafio 50 livros de 1900 para ler antes de morrerConfira aqui a lista com todos os títulos que lerei. \o/   

26 comentários

  1. Eu adoro os livros do King e esse é um que está na minha lista há tempos. Eu nunca assisti o filme ~todo~ E eu fiquei curiosa com essa cena do guri no parque... Tem um livro do King, "O cemitério", que tem uma cena que gelou o meu sangue - e tinha criança no meio. Foi, até hoje, único livro dele que me deu medo mesmo. E "O iluminado" é bem famoso por assustar mesmo. Lembro de um ep de Friends que o Joey coloca esse livro na geladeira JDSAJIDUASHDSA

    ResponderExcluir
  2. cara, eu sou apaixonada por King, e O iluminado foi um dos primeiros livros que li dele... Realmente difere em alguns pontos do filme, mas gosto de ambos...
    A cena da banheira e a do playground não me deixaram dormir kkkkkkkkkkkkkkk
    te recomendo também O cemitério, caso não tenha lido ainda... xD
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Mia, to pra ler um livro do King pq a minha primeira experiência também não rolou. Nem lembro qual era, só sei que faz anos e simplesmente o abandonei. Talvez eu comece por esse (aceito sugestões, tbm pensei em começar pelo outro que vc comentou sobre a escrita e tal). Gosto de livros que deixam o psicológico abalada *psicopata detected?* então me interessei pela resenha. Sem contar que Iluminado é um filme clássico, acho que seria legal conhecer a história de outra forma.

    Meninas, suas resenhas são tão completas <3 sempre termino querendo ler o livro, até quando vc diz que é ruim, pq fico curiosa hahaha

    ResponderExcluir
  4. Eu nunca li SK. E nunca vi o filme O Iluminado. Mas sempre tive curiosidade, mas passava e eu esquecia. Agora estou com a curiosidade renovada!
    E sobre se enrolar pra chegar no ponto, amiga, try some David Peace. O primeiro capítulo foi martirizante, com narrativa desestruturada, como se quisesse narrar e mostrar a linha de pensamento dispersa do personagem... então em vez de ele usar um parágrafo pra dizer que o detetive foi lá e buscou um cadáver, não, ele usa duas páginas pra isso. Qualquer coisa deve ser menos enrolada!!

    ResponderExcluir
  5. "O Iluminado" é um dos melhores livros que já li nessa vida, sério. Foi o primeiro Stephen King que eu li, há muitos anos, haha. Esse ano reli porque peguei a continuação pra ler, "Doutor Sono". Apesar de achar que "O Iluminado" não precisa de continuação, gostei bastante dos livro dois. Fica a fica! =*

    ResponderExcluir
  6. ADOREI seu post! Para mim, foi muito útil. Menina, sempre quis ler algo do autor, mas temo estar entre os leitores que o odiarão. Pensando ERRONEAMENTE que o filme já tinha me dado todo o contexto de O Iluminado – porque é um filme de duas fitas VHS (sim, flor, assisti em VHS porque era TOP na minha época) –, nem me dei ao trabalho de desejar ler a obra. Por fim, adquiri O Apanhador de Sonhos para começar a conhecer a escrita do autor. Ainda não o li, porque é enorme e não tive tempo. Mas pretendo. Agora, imagine como me sinto ao saber que O Iluminado é tão bom assim – e ainda maaaaaior e com muito mais acontecimentos do que o filme?! Que ótimo. Se curtir a linguagem no livro que tenho, já sei qual será o próximo que vou adquirir.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oii, eu sou doido pra ler alguma coisa do King, sempre vejo todo mundo falando bem, dizendo que ele é o melhor escritor e é a primeira vez que vejo uma pessoa falando ao contrario, como nunca li nada dele não sei se é boa ou ruim.

    Abraços e AMEI o post!

    http://lendocomobiel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Eu gosto do King, faz um tempo que li o livro e curti, tanto quanto o filme, mas não tme como comparar, são artes distintas.

    ResponderExcluir
  9. eu n sou mt de ler ou assistir filmes de terror,pois eu mrro de medo.

    ResponderExcluir
  10. Eu queria muito ser do tipo de pessoa que gosta dos livros desse cara, mas confesso que realmente não é o meu tipo de leitura.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá; ficou muito boa a sua resenha.
    Eu ainda não li esse livro, nem nada do autor, mas tenho vontade de ler porque dizem que ele é bom, mas não começaria por esse já que sou bem medrosa.

    ResponderExcluir
  12. ai, mais um livro pra minha lista MEUDEUS

    ResponderExcluir
  13. Eu sou apaixonda pelo Stephen King <3 O Iluminado é de longe um dos meus livros preferidos dele.
    O melhor pra mim é " A maldiçao do Cigano e "Pet Cemitery", preciso ler os últimos lançados!
    Melhor post de livro haha

    ResponderExcluir
  14. OIee!
    Eu tenho essa coisa com o King também! Sempre acho que mergulho em algum ponto do livro que me deixa zzzz... Mas, eu adoro o filme O Iluminado, então depois de ler a sua resenha e saber que você não leu, já sei que vou amar o livro. Adoro coisas assustadoras e que me deixam sem dormir *----*
    Beijos

    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir
  15. Adorei a resenha e quero muito ler os livros do King, acho ele um autor muito bom! E dou os parabéns pela resenha e sonre o que disse, quero ler, principalmente por causa dessa cena que lhe deixou agoniada!!

    Abraços e até!

    lendoferozmente.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Eu já tentei muito ler Stephen King, mas nunca consigo.
    Espero que assim como você eu desencante.
    Confesso que tenho um pouco de medinho, mas tentarei.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  17. Mia, nunca li nada do Stephen (não me mate) e não sou muito fã desse gênero na hora de ler, prefiro o tema apenas em filmes. Mas talvez eu me arrisque um dia, né? Todo mundo fala bem desse livro e também no filme, que também nunca vi. Ah, odeio livros que se aprofundam demais em detalhes desnecessários e demoram pra chegar ao ponto.

    ResponderExcluir
  18. Suas resenhas são muito diretas e engraçadas, adoro ler o que você escreve! *-*
    Não li nenhum dos livros de terror do autor, pode me bater na cara, por favor, mas vou mudar isso ano que vem! Vou começar por essa obra, que parece incrível, acho que também sentirei muito medinho.
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  19. Misericórdia, eu preciso logo ler alguma coisa do Stephen King!! Todas as resenhas que leio falam muito bem dos livros do autor, mas eu ainda não tive oportunidade de ler nenhum. Tomara que isso não demore para acontecer!

    ResponderExcluir
  20. Preciso dizer que adorei o Tchê! rsrs... Ainda não li nada do King, sempre estou com um pé atrás, por ser uma medrosa de marca maior, se com filmes de terror sou capaz de dar pulos no sofá, imagina lendo um livro que vai dar ainda mais asas a minha fértil imaginação... Céus! Acho que eu não conseguiria dormir, mas um dia eu tempo. Ah, eu tento...

    umreinomuitodistante.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  21. AHhh! Estou louca para ler algo do King e esse livro encabeça a lista. Amei sua resenha! Ficou ótima. Adoro livros que me tiram o sono, mas foram poucas as vezes que isso aconteceu, rsrs. E sobre o filme: eu ainda não assisti. Pode isso? Tentarei assistir agora em outubro, mês do horror, hehe.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  22. Tenho muita vontade de ler King, mas sempre emperro também, em Under the dome agarrei na leitura que não fui nem pra frente pra tras, e acabei abandonando com a promessa que voltaria um dia.
    Agora estou tentando com O iluminado também, e fiquei feliz em saber que você recomenda muito esse livro.

    ResponderExcluir
  23. Esse é um dos melhores livros dele pra mim, e sim tem que dizer que o filme não é nada contra o livro. Pq não pega tudo, <3 e tem muito mais.
    Agora amiga... seu namorado eu meio que ia assustar com a coincidência hahahahaha pq assim como você tb mexeu com meu psicológico.

    ResponderExcluir
  24. Oi! Tudo bem??

    Não me julgue por favor imagino que os livros do Stephen são ótimos, mas nunca li. Depois desse post fiquei com muita vontade de ler.

    Abraços,
    Ludy
    http://nodivacomaspalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  25. Sou igual a você ameaço a ler e nunca leio, já assisti o filme, e creio como tu disse que não se compara ao livro já que leitura é melhor ainda.
    Preciso colocar esse pra cima ai leio, tô com Salem agora e vou criar coragem pra começar.
    http://k-secretmagic.blogspot.com.br/
    Xoxo

    ResponderExcluir
  26. Oie, tudo bom?
    Primeiro parabéns pela forma que você estruturou a resenha porque ficou instigante e eu realmente finalizei a leitura da resenha com vontade de ler esse livro. Bom, nunca li Stephen King, mas tenho muita vontade de conhecer a escrita tão falada desse autor.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir