Queria adotar a Baleia

Vidas Secas
Graciliano Ramos
Editora Record
128 páginas
Ano de publicação: 1938 
Sobre o que é: uma família de retirantes tenta fugir da seca nordestina e caminha de um canto a outro procurando um lugar para ficar onde haja água e alimento. Fabiano, Sinha Vitória, O Menino Mais Velho, O Menino Mais Novo e a cachorra Baleia nos representam uma das histórias mais antigas do povo brasileiro: a da luta pela sobrevivência e a tentativa de ser feliz apesar dos pesares. A sequidão do Nordeste também é mostrada através das personagens: secas, brutas, duras. 

Por que ele é bom? O que Graciliano fez é simplesmente genial: o cara pegou uma história comum, a história do sertanejo pobre, e a transformou numa narrativa comovente e seca. SIM, HÁ REDUNDÂNCIAS, E É PRA TER MESMO. A ideia é justamente esta: passar a impressão do título pras frases. A escrita do cara não tem eufemismos: é o que é. 

Na contracapa da minha edição há uma citação do próprio autor que explica bem isso: 
Deve-se escrever da mesma maneira como as lavadeiras lá de Alagoas fazem seu ofício. Elas começam com uma primeira lavada, molham a roupa suja na beira da lagoa ou do riacho, torcem o pano, molham-no novamente, voltam a torcer. Colocam o anil, ensaboam e torcem uma, duas vezes. Depois enxáguam, dão mais uma molhada, agora jogando a água com a mão. Batem o pano na laje ou na pedra limpa, e dão mais uma torcida e mais outra, torcem até não pingar do pano uma só gota. Somente depois de feito tudo isso é que elas dependuram a roupa lavada na corda ou no varal, para secar. Pois quem se mete a escrever devia fazer a mesma coisa. A palavra não foi feita para enfeitar, brilhar como ouro falso; a palavra foi feita para dizer. 
É exatamente isso o que ele faz: torce, torce, torce até não haver mais enfeites, apenas a verdade relatada. E isso quebra o coração de qualquer leitor. 

Fora o fato de que: tem uma crítica social incrivelmente bem construída nesse livro. Fabiano é duro, não sabe se comunicar direito, não recebeu boa educação e, por conta disso, é explorado de diversas maneiras. Assim como sua mulher, Sinha Vitória, cujo sonho é apenas ter uma cama. UMA CAMA!!!! Quando você lê isso é impossível não parar para pensar no quão privilegiados somos por desfrutarmos de coisas tão ínfimas, mas que muitas pessoas não possuem. 

Por que ele é ruim? Ele não é ruim. Mas a escrita é pesada, extremamente direta e, por conta disso, apesar de ser um livro pequeno, de 128 páginas, eu demorei meses pra lê-lo. Lia um capítulo e me deprimia por dias. ESPECIALMENTE NO CAPÍTULO DA BALEIA. Nossa, quantas lagriminhas naquele capítulo! Porque a Baleia é a cachorrinha da família e SPOILER não é bem spoiler, mas SPOILER ALERT num determinado capítulo ela morre - a morte não é spoiler, gente, porque o importante nesse livro é a crítica social do autor e não os acontecimentos em si. CABÔ O SPOILER O senhor Graciliano teve a sensibilidade de escrever tal capítulo sob o ponto da vista da Baleia e isso quebrou meu coração de tantas formas diferentes que, nossa, foi difícil superar. 

~eu após ler o capítulo da Baleia~ 

Se eu recomendo a leitura? Cês ainda têm alguma dúvida a esse respeito? Corram até a biblioteca ou livraria mais próxima e VÃO LER ESSE LIVRINHO. It will kill your hopes and dreams, mas terá valido a pena. 
Em um quote:
Tinha obrigação de trabalhar para os outros, naturalmente, conhecia o seu lugar. Bem. Nascera com esse destino, ninguém tinha culpa de ele haver nascido com um destino ruim. Que fazer? Podia mudar a sorte? Se lhe dissessem que era possível melhorar de situação, espantar-se-ia. Tinha vindo ao mundo para amansar brabo, curar feridas com rezas, consertar cercas de inverno a verão. Era sina. O pai vivera assim, o avô também. E para trás não existia família. Cortar mandacaru, ensebar látegos - aquilo estava no sangue. Conformava-se, não pretendia mais nada. Se lhe dessem o que era dele, estava certo. Não davam. Era um desgraçado, era como um cachorro, só recebia ossos. Por que seria que os homens ricos ainda lhe tomavam uma parte dos ossos? Fazia até nojo pessoas importantes se ocuparem com semelhantes porcarias. (p. 97) 

Este post faz parte do Desafio 50 livros de 1900 para ler antes de morrerConfira aqui a lista com todos os títulos que lerei até sabe-se lá quando. \o/   

22 comentários:

  1. Eu adoro Vidas Secas! Tenho essa mesma edição, inclusive! <3
    Precisei ler no ensino médio, mas foi uma leitura extremamente boa e eu teria lido de qualquer jeito, mesmo que não fosse obrigatório, afinal já estava na estante de casa. hahaha
    Gosto muito do tom seco e duro da escrita, e meu deus, a morte da Baleia acabou comigo! Amava aquela cachorrinha, tadinha.
    A crítica é ótima, nos faz olhar para a realidade.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Olá lindona.
    Que resenha sensacional. Eu estou encantada. É claro que vou comprar esse livro.
    Amei o post.
    Beijos.

    meumundosecreto

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    Que história fantástica eu gostei tanto da capa, quanto da narrativa. Pretendo ler esse livro em breve, apesar de poucas paginas, esse livrinho tem muito o que revelar. hahaha

    Oxente, Leitora!

    ResponderExcluir
  4. Tenho muita vontade de ler esse livro, e sempre as pessoas me falam que choram no capítulo da baleia. Sei que vou me desfazer em lágrimas também.
    A crítica social é abordada de maneira bem inteligente pelo que pude perceber. Adorei.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  5. Oiii, como vai?
    Menia eu morro de vontade de ler essa obra, irá me ajudar principalmente na faculdade e além disso é maravilhosaa a história <3 Parabéns pela resenha, dica anotada.
    Beijinhoss

    ResponderExcluir
  6. Uma leitura que estou devendo há muito tempo. A obra é interessante e mostra uma triste realidade da minha região. Gostei da sua resenha, parabéns!
    Abraço;

    http://estantelivrainos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá,

    Confesso que quando li esta obra não consegui gostar da obra, mesmo com alguns elementos tocantes, tive muito dificuldade com a leitura, talvez por ser uma obra mais antiga e por fugir muito da minha zona de conforto. Ainda assim tenho vontade de um dia dar mais uma chance a essa obra.

    Abraços
    oblogcaentrenos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Eu tenho a impressão de que já li esse livro no colégio, mas não me recordo :(
    Eu acho a premissa do livro ótima, abordando a triste realidade de muitas pessoas =/ Isso de ser o sonho da mulher ter uma cama é foda de se pensar =[
    Acho que é uma obra intensa e com uma escrita pesada, coisa que não procuro no momento. Mas quero ler num futuro próximo!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Oiii,
    Confesso que não sou chegada a clássicos, então acho dificil eu me ver lendo esse livro, mas tenho um amigo que ama os clássicos, irei indicar a ele, e espero que ele goste tanto quanto você, e se emocione também.

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. eu choro até hoje só de lembrar de Baleia... é um livro pesado, triste, me deixou desconfortável por dias... Graciliano tem uma escrita bem crua, e traz uma crítica social importante...

    ResponderExcluir
  11. Oie
    Nunca li o livro mas parece ser realmente um clássico muito interessante e o autor é ótimo, sua resenha está muito legal e quero criar coragem para ler o livro

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Hey, Mia!

    Eu li esse livro quando estava na faculdade, lembro de que mexeu muito comigo. Achei a história tão sofrida. :(
    Mas é maravilhoso mesmo.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Chegar no capítulo da Baleia e ler aquilo tudo esmagou meu coração em centenas de pedaços. Acho que larguei o livro por dias depois daquilo não aguento. Mate todo mundo, não ligo!, mas não mate o cachorro pq aí eu desmorono. </3

    ResponderExcluir
  14. Oi! Tudo bem?

    Tenho vergonha de falar, mas nunca li essa obra. Depois desse post tomei coragem para colocá-lo em minha lista de leituras. Gostei desse lance de não haver eufemismos e de ser o que é. Não vejo a hora de ser devastada pela leitua! hahaha É tão difícil encontrar algo que realmente tire minhas energias, que fiquei animada com essa possibilidade. E não. Não gosto de sofrer, ok?! hauhau Apenas acho difícil encontrar obras que tenham esse poder sobre mim. Faz tempo que não leio algo tão poderoso e já tá na hora de realizar uma leitura dessas de ficar sem palavras de novo.

    Beijos,

    Juliana Garcez | Livros e Flores

    ResponderExcluir
  15. não conhecia o livro, mas te uma novela (que não lembro o nome) que começava mais ou menos dessa forma, obviamente dps os acontecimentos eram bem diferentes....

    ResponderExcluir
  16. menina, chorei 100 anos de solidão lendo esse livro. A escrita é fantástica, real, cruel, enfim, tem que ler para saber.

    ResponderExcluir
  17. Olá,
    Agora que li sua resenha entendo o porque de não ter gostado quando eu li na época, eu não tinha maturidade, e acho que não entendi metade do que tinha lido. Como era um daqueles livros de ler na escola, eu "tive" que ler, mas não gostei. Hoje em dia acho que seria diferente.

    http://euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
  18. Gente! Eu lembro center lido esse livro na época do colégio, mas não consigo lembrar da história, mas sei que gostei. Rs
    Bjs

    ResponderExcluir
  19. Amei a resenha bem humorada. Tive que ler esse livro na escola, mas não lembro dele, então devo ter lido só o resumo. Hahahaha
    Acho que na época esses livros clássicos eram muito difíceis de serem lidos, hoje eu gosto de alguns.
    Estou pensando em dar uma segunda chance para o livro.
    Beijos, Aline
    http://versoaleatorio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Oie, parem gente, estou ficando pobre a cada recomendação em resenhas, já vi que esse eu vou ter que comprar ou mais correto ler na livraria da cidade, aposto que eles tem.
    Vou ler assim que puder.
    Xoxo

    ResponderExcluir
  21. Olá, td bem?
    Eu sempre quis ler esse livro, parece ser ótimo e, além disso, é clássico e nacional. Claro que sempre fiquei com um pé atrás por ele ser tão pesado, mas saber que ele tem toda essa crítica social me comove e quero ler pra já. Ele é bem curtinho né, nem dá pra reclamar.
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  22. eu lembro que quando li esse livro no ensino médio eu nao entendi bem todo o sentido dele sabe? eu achei tão difícil a linguagem e a ''obrigação'' que acabei deixando a essência do livro pra trás.

    ResponderExcluir

 
Wink .187 tons de frio.