Reparação - ou por que Briony é a personagem mais detestável de todas

Reparação
Ian McEwan
Companhia das Letras
269 páginas
Ano de publicação: 2001 
Sobre o que é: Briony é uma pré-adolescente mimada, metida e aspirante à escritora. Em 1935, num dia de calor escaldante, ela vê a irmã, Cecilia, tirar a roupa e pular na fonte da casa em frente ao filho da empregada, Robbie. Na sua cabecinha de criança-adolescente, o coitado do Robbie estava se metendo a besta e assediando sua irmã. Mais tarde, Robbie escreve uma carta à Cecilia declarando seu amor por ela, porém a carta tem uma palavrinha obscena e Briony, a metida, lê a tal carta, fica louca das teorias de conspiração e acaba fazendo um troço muito desgraçado que acaba com a vida do coitado do rapaz, de sua irmã e de todo mundo - menos dela, porque ela é uma pobre criancinha. 

Por que ele é bom? Vamos começar com: discurso indireto livre. Tá, nem todo mundo é fã de língua portuguesa e ninguém é obrigado a saber disso, mas o fato é que isso quer dizer, em linhas gerais, que a narrativa é maravilhosa e vai se alternando de acordo com a percepção de cada personagem. Aliás, AS PERSONAGENS! Gente, que riqueza de personagens. O livro não se restringe apenas a Briony, Cecilia e Robbie. Há também Emily, a mãe das duas meninas, uma mulher doente e que simplesmente abstrai-se da realidade e vai jogar candy crush mental quando as coisas estão muito blé; Leon, irmão das meninas, um cara um tanto ingênuo demais, pra falar a verdade; os gêmeos ruivos, primos que resolvem aprontar uma no meio do jantar; Lola, a prima das meninas, que é uma das personagens mais detestáveis de toda a literatura, aquele tipo de pessoa que faz de tudo para ser sempre o centro das atenções, claramente pisciana com marte em leão, e Marshall, amigo de Leon, convidado especial para o jantar em família e aspirante a milionário.

O que acontece é que AS PESSOAS SÃO ESCROTAS, e em níveis absurdos. Isso tanto na vida quanto na literatura, mas até aqui nenhuma novidade, né mesmo. Não é bem assim. Porque o nível de escrotidão humana presente nesse livro é algo estarrecedor. Eu realmente queria entender como as pessoas podem se prestar a isso, mas ainda não cheguei a esse nível de entendimento. Porém, o senhor Ian chegou e escreveu essa obra maravilhosa, que nos faz mergulhar numa história densa e aparentemente confusa, mas que é muito simples quando aceitamos o fato de que as pessoas não prestam. A partir daí, tudo se encaixa e aproveitamos a escrita do cara, que é maravilhosa.

Mas: coitados do Robbie e da Cecilia. Gente, que dó me deu desses dois. Queria colocá-los num potinho pra que fossem felizes, só isso. (E olha que nunca torço por casal algum, hein.)

~como eu fiquei ao terminar o livro~

Por que ele é ruim? Porque dá vontade de matar a Briony e a Lola. Especialmente a Briony. Sério, essa menina é a personagem mais irritante de toda a literatura, não é possível. Porque não importa se ela era só uma criança: LIMITES, PARÂMETROS, CONSCIÊNCIA. Pelamor. Vá se catar.
Sim, ela era apenas uma criança. Mas nem toda criança manda um homem para a prisão por causa de uma mentira. Nem toda criança é tão determinada e maligna, nem tão coerente ao longo do tempo, sem jamais vacilar, jamais inspirar dúvidas. (p. 168) 
Mas o livro é ótimo, gente. De verdade.

Se eu recomendo a leitura? Mas é claro que sim! Inclusive, só não o li antes porque não achava de forma alguma esse livro, que havia desaparecido das livrarias e das bibliotecas. COMPANHIA DAS LETRAS, DÁ UM JEITO NISSO! ♥

Em um quote:
Não eram só o mal e as tramoias que tornavam as pessoas infelizes; era a confusão, eram os mal-entendidos; acima de tudo, era a incapacidade de apreender a verdade simples de que as outras pessoas são tão reais quanto nós. E somente numa história seria possível incluir essas três mentes diferentes e mostrar como elas tinham o mesmo valor. Essa era a única moral que uma história precisava ter. (p. 37) 
Pausa para: o nome do Ian McEwan, que coisa mais sonora isso, gente. ♥  

17 comentários

  1. Olá, como vai?
    Essa Briony é uma das personagens mais esdruxulas da Literatura Mundial. Eu preciso ler esse livro, todo mundo fala bem demais desse livro, mas é bom já se preparar emocionalmente né?
    Adorei sua resenha.
    Beijo
    https://qadulta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Vi o filme, a menina também é bem detestável. Sofri com o final...

    ResponderExcluir
  3. Que medo! Sinto que todas as personagens que eu já odiei não chegam aos pés de Briony. Fiquei curiosa... mas tô com medo! Não gosto de ficar sentindo raiva assim, sabe! hahaha

    ResponderExcluir
  4. Oi tudo bem,
    Não conhecia o livro, mas gostei muito do que você falou sobre ele, sei lá mas a personagem que vc citou, a menina perversa, me parece um caso de psicopatia infantil. O povo pensa que psicopata só mata, mas não, né? O Maior passa tempo dos psicopatas são mentir e manipular as pessoas, geralmente eles começam isso na infância e o que vc contou parece muito isso.
    Fiquei curiosa demais.
    Beijoos

    ResponderExcluir
  5. Oii
    Nunca ouvi falar desse livro, mas a forma como você falou dele me deixou com muita vontade de ver o quão insuportável é essa tal Briony. Já que vale a leitura, vamos tentar.

    ResponderExcluir
  6. Oii! Minha nossa agora até eu quero ler esse livro kkkkk

    ResponderExcluir
  7. Lembro quando vi esse filme que não acho que seja tão fiel ao livro porque não lembro do ponto de vista da mãe ou nem da prima? Mas também faz séculos que não assisto... Enfim, eu amei. Muito. Achei lindo e revoltante demais a irmã com tudo isso.

    Não tinha nem me ligado que tinha livro, mas aaa, vou atrás pra ler!

    Pale September

    ResponderExcluir
  8. Com tantos personagens - e mesmo eu sendo estudante de jornalismo e tendo esquecido como é o discurso indireto livre -, esse livro me lembrou do enredo de A Morte Súbita, que conta com vários personagens - e que confunde bastante a cabeça até a página 150 - e cada um tem parte importante no enredo e modifica a trama diretamente com seus pensamentos.
    Fiquei interessada. Li outros comentários aqui e já tem até adaptação pro cinema? Wow! E eu nem conhecia.

    Com carinho,
    Conto Paulistano.

    ResponderExcluir
  9. Todo mundo que já vi recomendar esse livro odeia essa Briony. O que eu queria mesmo era saber o final, vou acabar jogando no google!

    ResponderExcluir
  10. Como eu não sou de ler livros, não digo que lerei. Mas parece interessante. Essa criança parece ser uma peste e se tem uma coisa na qual eu não confio nessa vida, essa coisa é criança. UHAUHAUHA

    Beijinhos.
    Mary the Alkymist

    ResponderExcluir
  11. Oie,
    Simplesmente amei sua forma de apresentar o livro aos leitores, focando na personagem e tudo mais.
    Quero conhecer o livro e essa garota maligna agora!!
    (Candy Crush Mental, ri demais)
    Beijos
    Blog Relicário de Papel

    ResponderExcluir
  12. é interessante, pois, geralmente quando venho aqui se já não li o livro é um livro que está em minha lista de leitura, seu blog é um dos raros em que quase todos os livros são de meu interesse.

    ResponderExcluir
  13. O livro parece muito interessante! Não conheia,mas a sua resenha com certeza me deixou muuuito interessada!
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Eu não li o livro, só vi o filme, o livro deve ser bem melhor, né, mas assim, acho que não tenho estômago pra ler, o filme já desgraçou a minha cabeça uhauhauha mas é uma obra incrível, penso na história até hoje depois de anos.

    Ahhhh, eu leio seu blog fazia um tempo já uhauhauhua
    Farei um post sobre o sótão abandonado sim *-* quando visitar de novo a casa do meu amigo uauha <3

    bruna-morgan.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Oiii Mia, tudo bem?
    E agora eu falo, porque eu nunca li antes? Porque não sabia o quão bom é essa obra, você trouxe uma resenha e indicação fascinante para miim, gosto da maneira em que escreve e conseguiu me conquistar, gostei dos personagens adolescentes, com toda certeza irei ler.
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
  16. Esse livro tem um ''quê'' de menina má só que com uma narrativa aparentemente melhor, fiquei muito muito curiosa, principalmente pelo quote sobre Briony, será que não tem ele pirateado por ai, já que encontrar ta foda?

    ResponderExcluir
  17. Eu vi esse filme, e gente... eu odiei essa personagem mais do que qualquer coisa. Eu acho que mostra que nem tudo é como a gente acredita que seja.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir