I'm a little bit Nick Miller

Sabe quando você quer muito escrever uma coisa, mas não consegue escrever nada que faça sentido, e fica com onze rascunhos esperando eternamente por serem concluídos? Sabe quando você quer conversar com as pessoas, mas não encontra ninguém com quem possa porque tem absoluta certeza de que todos sairão correndinho quando perceberem o quão louca você é e, mesmo que achasse uma pessoa tão insana quanto você, nem saberia o que dizer porque tudo está bem e você realmente não sabe de onde vem essa sensação de despertencimento? 

Sabe quando você está passando o feriado com seu namorado e vocês estão felizes cozinhando, então ele fala qualquer coisa que não é relevante, tanto que você nem se lembra, e ele é a pessoa mais querida que você conhece, portanto certamente ele não quis te deixar cocô, mas alguma palavra ativa um gatilho em sua ansiedade e você começa a ficar com falta de ar e a boca seeeeca, e sente que vai cair em si mesma, então decide que o melhor lugar para ficar é no chão porque sofás, esses móveis mainstream, e fica meio deitada, meio sentada no chão da cozinha enquanto ele te olha com uma cara num misto de preocupação com "o que diabos se faz quando sua namorada se atira no chão da cozinha do mais absoluto nada e fica ali, paradinha, google pesquisar"? 

E você não sabe explicar que não é culpa dele ou de ninguém, é só quem você é e o que você conseguiu fazer com o que restou de sua resiliência após o último trauminha que a levou a ficar meses numa crise que era um combo de ansiedade + depressão, e agora você tem dias em que é meio a Cathy Earshaw, de Wuthering Heights, e fica insuportável mesmo, deitadinha e apenas contemplando a existência até seu cérebro aceitar que aquela vibe errada já passou e você definitivamente não precisa mais se preocupar com o perigo iminente de passar por aquilo novamente porque não vai mais acontecer e, se acontecer, você sempre pode fazer o que não fez antes, dar uns gritos, mandar todo mundo tomar no cy, dar meia volta e ir tomar uns vinhos e ver séries?

É assim que é ter ansiedade e não ter tempo de lidar com isso porque a vida adulta é um buraco negro que suga todas as suas horas e te faz usar os fins de semana pra tentar dormir, só que você não consegue porque está tão psicologicamente exausta que seu cérebro simplesmente se recusa a desligar.

Mas TÁ TUDO BEM.

~possivelmente o gif mais usado neste blog~

4 comentários

  1. Meus gatilhos de ansiedade são insanos, do tipo: alguém envia algo escrito para mim de uma maneira um pouco diferente do que o normal, NOSSA! Alguma coisa mudou, algo aconteceu! TUM-TUM-TUM (coração já fica bem maluco). É.

    ResponderExcluir
  2. Bem.... "A vida adulta é para onde os sonhos vão para morrer."
    Anyway, é um saco não poder controlar esses gatilhos, super me identifiquei com o caso da conversa com o namorado, às vezes de nada sinto que ao tom da conversa mudar, algo esta super errado...
    Pior sentimento :///

    Blog Insaturada
    Facebook
    Instagram

    ResponderExcluir
  3. eu nem posso imaginar o que é ter ansiedade, eu só imagino que deve ser tão doloroso, eu sou muito explosiva, quando algo da errado eu grito, chuto e saio, não consigo guardar, isso sempre ajuda, mas as pessoas vão ficar putas com você rs

    Blog Entre Ver e Viver

    ResponderExcluir
  4. Sim, eu sei o que é sentir muitas dessas coisas que você citou na sua postagem. Sei o que é ter vários rascunhos e querer escrever algo e simplesmente não conseguir e só criar ainda mais rascunhos. Sei o que é essa sensação de despertencimento e mano, a única coisa que não sei como é a parte com o namorado - não namoro - haha. Porém esse seu "tá tudo bem" me deixou com um QUÊ na ponta da língua. Sei que de um certo modo isso não é verdade. Ter ansiedade e depressão é um saco. Eu sofro com isso a mais de 2 anos, esse ano que a coisa tá um pouco melhor e estou conseguindo ir vivendo carregando essa carga. Porém, não é fácil . E eu espero que você fique bem, DE VERDADE VERDADEIRA MESMO.. Aaa,deixa eu falar, a última parte do seu texto me faz cagar - literalmente falando - de medo. Nem quero pensar nisso agora kk.

    Beijos!
    www.memorizeis.blogspot.com

    ResponderExcluir