Outros jeitos de usar a boca

Outros jeitos de usar a boca
Rupi Kaur
208 páginas
Planeta
Ano de publicação: 2017 
Sobre o que é: Rupi Kaur é uma moça indiana que vive no Canadá e sente muito. Um dia, não aguentando mais, começou a escrever poeminhas sobre esse sentir e desde então não parou mais. Nesses poemas, ela fala sobre como é ser mulher num mundo patriarcal, sofrer abusos, violências de todas as espécies e ainda assim continuar. É um livrinho sobre sobrevivência e resiliência. 

Por que ele é bom? Eu amo poesia. Acho que a primeira literatura que realmente peguei pra ler quando comecei a ter consciência do que escolhia pras minhas leituras foi poesia. Mas algo que me incomoda desde a infância é como os grandes poetas são homens e falam de seu universo masculino. Sim, os poemas são lindos, mas não são realmente sobre mim, sobre nós, mulheres. 

Aí, um dia, estava eu na livraria à procura de um presente para uma amiga quando me deparei com esse livro. Achei bacana o título, a capa... E o abri. Quando comecei a lê-lo, as lagriminhas já me vieram aos olhos porque RECONHECIMENTO. 

Rupi é gente como a gente, que publica poemas na internet pra falar de suas dores e colocar trauminhas pra fora. Como eu sou também pessoa que escreve, senti uma identificação tremenda com as coisas que ela escreveu. 

Mas, tirando essa visão completamente subjetiva, o livro é bom porque são poemas que não seguem a forma padrãozinha de versinho-rimado-métrica. São poemas que deixam de lado essa vibe Vinicius de Moraes de ser. Todos os versos são escritos em linguagem simples, da forma como a gente fala, e falam sobre coisas do nosso dia a dia, como menstruação, pêlos, ser mulher e as coisas que sofremos por conta disso. 

É lindo, lindo, lindo. E forte. Necessário demais. 

Por que ele é ruim? Não tem como arranjar um porquê pra ser ruim. É simplesmente maravilhoso e já o li 3 vezes em apenas uma semana. Ou seja.

Mas, se você já tiver sofrido um estupro, isso vai te fazer chorar. MUITO. Eu sei que chorei horrores. Só que não foi um choro ruim, e sim um choro libertador, de sentir que passei pelas coisas, mas não me tornei elas. E essa é a vibe do livro todo.

~imagens reais de como fiquei ao terminar a leitura~

Se eu recomendo a leitura? Nem sei o que você está fazendo aqui que ainda não foi conhecer os poemas maravilhosos dessa mulher. 

Em um quote: 
meu coração me acordou chorando ontem à noite
o que posso fazer eu supliquei
meu coração disse
escreva o livro 

15 comentários:

  1. eu amei esse livro também!
    vez em quando pego pra reler algum poema.
    <3
    www.jeniffergeraldine.com

    ResponderExcluir
  2. Eita três vezes mostra o quanto o livro é realmente bom Mia, com toda certeza quero ler, eu que sou apaixonada por poesia não vou deixar essa oportunidade passar e ainda mais sendo sobre esses assuntos.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Ai, gente! Quanto carinho tenho por essa autora! ainda não li esse livro, só li o Milk and honey - que ainda não chegou ao Brasil. Mas vejo alguns quotes e amo de todo o coração. Esse quote que você colocou é um dos poemas dela que mais gosto e que me tocou mais profundamente. Como você mesma colocou, não tem como não gostar! simplesmente maravilhosa. Além disso, valorizo muito o trabalho da autora que é oriunda de uma cultura bem diferente do "ideal" americano de escritOr. Parabéns pela resenha. Abraços, Ane

    ResponderExcluir
  4. OI, tudo bem?
    Nossa, mesmo lendo outras resenhas do livro, essa me convenceu verdadeiramente a querer ler o livro. Adorei essa poesia da foto. Nao sei se choraria, mas com certeza ia me saborear com as palavras. Gostaria de ler.

    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  5. Oiii
    Não sou fã de poesia (que alma feia a minha não? haha) Mas aprecio muito quem escreve e consegue colocar seus sentimentos nas palavras.
    Que bom que o livro te ajudou... Comprou só para você ou presenteou a amiga? hehe

    Vícios e Literatura

    ResponderExcluir
  6. eu não conhecia mais vai entrar pra minha lista com certeza, filmes, livros, séries tudo que nos engradeça eu estou querendo pra mim.

    Blog Entre Ver e Viver

    ResponderExcluir
  7. Não sabia da existência desse livro. Já quero parar de trabalhar e sair correndo para comprá-lo.
    Eu gosto muito de poemas, ainda mais os pequenos que possuem muito sentimento.
    Beijos, Aline
    Verso Aleatório

    ResponderExcluir
  8. Segunda resenha que leio desse livro e só digo que: PRECISO
    Mulheres escrevendo sobre como é ser mulher é uma coisa muito importante. Sinto muito pelo que você passou, mas fico feliz em saber que você não se tornou as coisas pelas quais passou :/
    Mesmo sem ter lido já imagino que esse livro deva ser lido por todas as pessoas do mundo!
    Tá na minha lista de quero ler, agora vai pra lista de Desejados!

    ResponderExcluir
  9. OOi!
    Não conhecia o livro mas fiquei completamente apaixonada por essa indicação. Realmente, parece ser um livro maravilhoso e muito emocionante. Não conhecia a obra até então, mas: dica anotadíssima!

    ResponderExcluir
  10. Olá, pelos pequenos trechos que já li desse livro, ele parece realmente maravilhoso, opinião que só se confirma com essa sua resenha. Vida longa à autora!

    ResponderExcluir
  11. oi. esse livro está em minha meta de leitura, nos sites de literatura que frequento, leio excelentes críticas literárias e percebo que preciso comprar a obra. Fora que sou apaixonada por poesia, né?

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Não conhecia o livros e achei o título bem chamativo. Gostei da sua resenha, e é muito bom ter livros assim, que foge do padrão da poesia. Gostei e espero poder conferir!

    Beijos!
    https://blogdatahis.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Eu já li bastante poesia quando era mais nova, mas perdi o interesse com o tempo. Gostei muito da premissa desse livro e dos assuntos que ele aborda, talvez possa ser com ele que eu retome esse gosto pela poesia.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura | Facebook | Instagram

    ResponderExcluir
  14. Oiii

    Adorei o seu post. Não conhecia a autora e o livro, mas já estou correndo para comprá-lo porque achei o máximo sua resenha.

    Beijos
    Jusemfrescura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Hey! Eu amo poesia, embora não leia com muita frequência, mas te confesso que embora você tenha tecido diversos elogios à obra, ela não despertou muito meu interesse, rs. Flores no Outono 

    ResponderExcluir

 
Wink .187 tons de frio.