1984

1984
George Orwell
Companhia das Letras
416 páginas
Ano de publicação: 1949 

Sobre o que é: o Grande Irmão controla tudo. Não existe ninguém em toda a Oceânia que não esteja fazendo o que o Partido manda. E não apenas fazendo, mas a m a n d o o que faz, sendo um verdadeiro discípulo do Partido e adorando o Grande Irmão, que vê tudo através das teletelas. Só que um dia um cara chamando Winston começa a ter pensamentos que quer manter ocultos e comete um crime: escreve num diário, escondido da teletela de sua casa. Esse pequeno ato desencadeia coisas horrorosas pelas quais Winston passará para tentar ter um pensamento livre. 

Por que ele é bom? Vamos lá: esse livro foi escrito em 1948. Mil novecentos e quarenta e oito. Georginho praticamente se matou escrevendo esse livro enquanto estava morrendo de tuberculose. E, mesmo doente pra caramba, o cara conseguiu basicamente antecipar o futuro da sociedade - um futuro que vivemos hoje.

O livro se passa em Londres, no futuro do ano de 1984 - que pra nós é passado, mas pra George Orwell era quase 40 anos pra frente - e a sociedade está completamente dominada por um regime totalitarista que vigia seus cidadãos dia e noite e em todos os lugares.

Winston é produto dessa sociedade, mas não chegou a nascer nela. Ele tem cerca de quarenta anos, então ainda possui algumas memórias a respeito dos primeiros dias da guerra que levou a isso e de como era a vida antes. E essa questão da memória é que o leva a começar a escrever um diário, o que é totalmente contra o que o Partido apregoa. Ninguém pode ter pensamento livre, ninguém pode escrever, ninguém pode fazer coisa alguma que o Partido não aprovar. A partir disso, se desenrola uma coisa absurda e cenas e cenas de tortura.

Só que se ficasse apenas nisso seria apenas mais um livro sobre como um governo pode acabar com toda uma sociedade. O que realmente diferencia 1984 de todos os outros livros - com exceção de Admirável Mundo Novo, que tá na mesma vibe - é que ele previu o futuro de verdade.

Quer dizer, nós realmente vivemos numa sociedade vigiada pelo governo. Existem câmeras em todos os lugares, satélites, sistemas que recolhem informações privadas em redes sociais e sites - isso pra não mencionar dos próprios celulares que coletam o que falamos e usam isso pra fazer marketing. Desde a época de Hitler - que foi um pouquinho antes desse livro ser escrito - o governo usa técnicas bem pesadas de manipulação na população, escolhendo através da agenda setting (por favor, deem uma pesquisadinha nisso) o que vamos amar ou odiar e até mesmo sobre o que estaremos falando sobre em nossas rodas de conversa.

~não sei a quem creditar, se alguém souber, por favor, se manifeste~

Fora que: sabe aquele programa super popular, o Big Brother Brasil? Pois é, foi inspirado em quê? Nesse livro. Inclusive, o nome Big Brother é referência direta ao grande comandante do Partido, o Grande Irmão. Surreal demais.


Orwell foi muito genial ao escrever esse livro e antecipar toda a nossa geração atual. Só peguei amor por esse homem ao ler 1984.

Por que ele é ruim? Não é ruim. Inclusive, de todas as distopias clássicas que já li, essa foi a mais tranquila de ser lida. Georginho foi bem didático e claramente escreveu um livro acessível, pra que todos pudessem lê-lo e não apenas a elite "intelectual".

A única coisa que me deixou AAAAAAAAAAAH foi que o final dele é bem triste. Não darei spoilers, mas não vá ler esse livro esperando uma história incrível de como o cidadão comum pode vencer um governo totalitário porque não é o que vocês encontrarão, risos. Mas foi coerente com a vida real, então apenas estrelinhas pra ele.

Você vai gostar se: curte distopias, é fã de Jogos Vorazes ou Admirável Mundo Novo ou apenas gosta de um livro bem escrito com uma crítica afiadíssima à política.

P.S.: passei a achar Jogos Vorazes tão divertido e leve após esse livro...

Em um quote:
Guerra é paz. Ignorância é força. Liberdade é escravidão. 

9 comentários

  1. ah, que bom que você gostou, Mia! preciso reler esse livro, sempre. hoje é aniversário do George e estava procurando algo no youtube sobre ele, tem a 1ª versão de 1984 em p&b pra assistir (nunca vi); gosto da feita em 1984 pois: John Hurt. inclusive tem um funcionário na fundação que trabalho que usa um macacão azul e é A CARA do Winston do filme dos anos 80. eu olho e fico querendo abraçar </3
    por causa desse livro que tive a ideia de escrever sobre a revolução dos bichos, já estava numa vibe orwelliana :)
    adorei seu texto, leve e didático como ele mesmo gostava que as coisas fossem. aquela lista de como escrever é ótima! e ahistória da vida dele por trás desse livro é muito triste :(
    beijo!

    ResponderExcluir
  2. 1984 é um dosmeua livros favoritos, mas acredita que abandonei Admirável Mundo Novo? Não me empolgou na época... Revolução dos Bichos é outro que continua muito atual. Gostaria muito de relê-los.

    ResponderExcluir
  3. esse livro é incrível e, como você disse, foi escrito há tanto tempo, mas cai como uma luva para a nossa realidade. quero muito reler! do autor também já li "a revolução dos bichos", que acho outro papoco! quero muito ler o "admirável mundo novo", super clássico.
    =***

    ResponderExcluir
  4. Mia, eu estou doida pra ler esse livro!
    Ainda não tenho, mas pretendo adquiri-lo e ler ainda este ano. Todo mundo fala tão bem que, a cada nova resenha, fico mais ansiosa ainda. Ainda mais com essa coisa de Orwell ter de fato previsto em seu livro como seria o nosso futuro.
    Adorei a resenha!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Faz pouco tempo que li 1984 e também só tenho elogios ♥ Esse homem realmente previu nosso futuro, infelizmente :/ A coisa que mais me chamou a atenção foi isso: em certas partes do livro eu pensava "caramba, igualzinho tá acontecendo agora". Achei bem bonito aquilo de lutar para que as sociedades futuras fossem livres, ainda que nada garantisse a liberdade dele, enquanto ele fosse vivo... e não é exatamente o que tentamos fazer nos dias de hoje? Uma pena que no livro não restaram esperanças... mas eu ainda acredito que no nosso mundo de hoje há!

    https://eueminhaestupidez.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Já li a Revolução dos Bichos do George Orwell e achei pesadíssimo, e também já li Admirável Novo e apesar de carregado amei demais. E faz um bom tempo que quero ler 1984 e fico enrolando, mesmo tendo o livro aqui em casa, preciso criar coragem rsrsrs

    Bites!
    Tary Belmont

    ResponderExcluir
  7. Já me indicaram esse livro, mas não li. Gostei da sua resenha, me fez querer ler ele, hehehe.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. oi, Mia. então... 1984 foi uma leitura soco no estômago pra mim...como vc bem expôs,um livro escrito há tanto tempo e tão atual...merece uma revisita minha às suas páginas,tem muitos anos que li,ainda fazia faculdade...
    bjs...

    ResponderExcluir
  9. Eu tenho um plano muito grande de fazer a leitura de alguns clássicos da literatura, infelizmente ainda não consegui me organizar pra isso. Mas 1984 está na lista de livros que eu quero muito ler.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir