House of Night - Merry meet, merry part e merry meet outra vez!

House of Night (série)
P.C. Cast e Kristin Cast
327 páginas
Novo Século
Ano de publicação: 2009 

Sobre o que é: Zoey Redbird era uma guria normal de 16 anos até que um dia um cara pálido e bizarro, cheia de marcas no rosto, chega na escola dela e a marca com o sinal da Deusa Nyx, dizendo que ela foi escolhida para ser uma novata e que agora terá de viver e estudar na House of Night (Morada da Noite) até sua transformação estar completa e ela virar uma vampira adulta. Porém, Zoey é diferente de todos os outros calouros porque sua marca de lua crescente na testa já está completa, e a deles não e ela tem toda uma vibe íntima com Nyx, que acaba a escolhendo como queridinha numa guerra de poder bem louca que está se aproximando entre vampiros.

Por que ele é bom? VAMPIROS ADOLESCENTES WICCANOS. Vampiros adolescentes que fazem rituais pra Deusa Nyx. Vampiros adolescentes que moram numa escola de vampiros e têm aulas sobre como ser vampiros. Sociedade vampírica que existe desde sempre e tá convivendo de boas com os humanos. Gente, preciso falar mais?

Não preciso, mas vou. Essa série entrou pra meu roll de séries preferidas de livros porque parece muito ruim, mas é boa demais. Geralmente, não gosto de historinhas de vampiros, essa vibe Crepúsculo de ser, mas o que a P.C. e a Kristin (que são mãe e filha, por sinal) fizeram foi misturar várias coisas da mitologia e da história, como vampiros, bruxas, paganismo e até mesmo as lendas Cherokee, um povo indígena dos EUA. Gosto muito quando a autora sai do clichê triângulo amoroso de vampiros sedutores e coloca coisas interessantes no meio - afinal, pra que ter limites na ficção?

Quando peguei o livro pra ler foi porque tinha acabado de ler Carta ao pai, do Kafka, e tava muito deprê porque Kafka era um menino cheio de trauminhas & ressentimentos. Aí resolvi que precisava ler um livro adolescente idiota pra sair daquele draaaama. Foi assim que me decidi por Marcada, o primeiro livro da série: pela capa já deu pra ver a vibe Crepúsculo dele e me atirei na leitura. Só que me deparei com uma história realmente legal. Adolescente, sim. Mas legal pra caramba. Eu, que não costumo ler romances adolescentes - porque não tenho saco pra historinhas de amor e decepções -, me surpreendi com o livro e precisei continuar a leitura. Em 2 meses, havia lido os 12 livros da série (sim, 12; sim, é coisa pra caramba; não, não acho isso necessariamente ruim).

No mundo de House of Night, os vampiros sempre existiram e convivem de boas com os humanos, porém existem duas sociedades paralelas: a humana e a vampira. Ambas sabem da existência uma da outra, mas não se metem em seus assuntos e estão lá, convivendo. Os vampiros são marcados com o sinal da lua crescente na testa aos 16 anos e, ao serem marcados, precisam ir para a Morada da Noite mais próxima para estudarem e completarem sua transformação - que pode ou não ser completada, muitas vezes o novato rejeita a transformação e acaba morrendo. Mas ele certamente vai morrer se não for morar numa Morada da Noite porque se um novato fica muito tempo longe de vampiros adultos, seu corpo rejeita a transformação e ele morre - os vampiros adultos os fortalecem estando por perto.

Aliás, os vampiros são bem diferentões e não saem por aí chupando pescoços ou necessariamente tendo de tomar sangue pra sobreviver. Vezenquando eles vão a um banco de sangue e tomam um pouco pra ficarem mais fortes, mas em geral eles comem comida normal e adoram hambúrguer e refri. Também não tem essa de "me mordeu, virei vampira". A pessoa só vira vampira se Nyx escolher e a marcar com a lua crescente na testa. É tipo um dna vampírico que se manifesta aos 16 anos - ou não.

Mas acho que a coisa mais bacana de todas é que a sociedade vampírica é matriarcal! Existe a Alta Sacerdotisa e as outras Sacerdotisas, que comandam tudo e fazem as leis. Os vampiros são apenas Guerreiros de Erebus, o consorte de Nyx. Mas quem manda são as mulheres. Isso faz com que a estrutura da sociedade seja bem diferente e muito mais legal do que qualquer outro livro vampiro por aí. Imagino que elas tenham escrito as coisas dessa forma porque se baseiam no paganismo Wicca, que tem toda uma vibe feminista maravilhosa.

Por que ele é ruim? Não é ruim, só que SÉRIE DE 12 LIVROS. Gente, pra que tanto livro? Porém, a partir do momento em que se começa a ler o primeiro, aquilo passa tão rápido que a gente anseia pelo próximo e fica até meio triste quando vê que a série acabou. São livros adolescentes e livros adolescentes a gente lê numa sentada, numa viagem de ônibus. A leitura flui que é uma maravilha.

Acho que a única coisa que achei irritante nos livros é que a Zoey fica toda hora num triângulo amoroso. Sim, eu entendo que isso é meio que regra em livros adolescentes, mas não deixa de ser menos chato. Se ela se concentrasse mais nos problemas que estavam acontecendo na Morada da Noite e no mundo vampírico e menos em rapazes bonitões, a série teria só metade dos livros que tem porque as coisas seriam solucionadas mais rapidamente. PORÉM: novamente, isso não é necessariamente ruim, é que eu sou tipo o presidente Snow quando se trata de romance:


Você vai gostar se... tinha pôsteres de Crepúsculo na parede quando era adolescente, adorava Fallen, Hush Hush, gosta de qualquer coisa com vampiros ou uma pegada sobrenatural e wiccana, cheia de rituais e paganismo. Também vai gostar se adora ver mulheres fortes mandando os caras calarem a boca e assumindo posições de comando (Aphrodite, te dedico ♥).

Em um quote:
"A escuridão nem sempre equivale ao mal, assim como nem sempre a luz traz o bem." 

30 comentários

  1. olá *-*
    esse livro ta na minha lista faz um bom tempo e ainda não peguei pra ler tenho ate vergonha :( mais espero ler em breve adorei a resenha mais tenho medo de triangulo serio da uma dor no coração em escolher T.T mais em fim adorei e me deu mais vontade ainda de ler.

    bjss

    ResponderExcluir
  2. Nossa que nostalgiaaaaa! Eu amoooo House of Night! Acho incrível o universo que a P.C e a Kristin criaram. Tenho a coleção quase completa desde que lançou e tenho um xodó enorme porque bate aquela nostalgia da adolescência né? Amei relembrar da série! Seu post me deixou com vontade de reler a série toda kkkkk já resenhei os dois primeiros livros lá no meu blog, vou reler a série pra resenhar o resto!

    Beijos!

    www.eicarol.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá Mia, tudo bem?

    Eu já ouvi falar muito bem sobre a série House of Night, então eu tenho quase certeza de que adoraria lê-la, principalmente por ter vampiros como plano de fundo.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Miaaaaaaa eu amo tudo que envolva a religação Wicca, ainda mais com vampiros, ótima resenha e com todos os pontos que tu citou me levou a crer que preciso mais que tudo ler essa série.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Menina tudo que envolva a religião Wicca sempre se torna um dos temas mais favoritos em livros, esse que tu trouxe a série em si, já havia visto em muitos lugares aqui da cidade para a venda, mas nunca soube do que se tratava, com toda certeza quero dar uma chance, conseguiu me conquistar.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. eu fico muito feliz quando vejo o Donald Sutherland por aí hahaha
    me interessei de verdade pela série, acho que vou tentar ler. me lembrou um filme muito ruim que eu queria que fosse bom, pois tinha uma universidade linda e mal utilizada (o pacto). sociedades matriarcais, que coisa mais linda. ainda insisto em ler Avalon por isso, um dia termino! e meu livro favorito do Engels fala justamente disso.
    eu adoro romances, mas quando eles dão bem errado. porém perto de questões sociais sérias, foda-se romance!

    ResponderExcluir
  7. Oi Mia!
    Já ouvi falar super bem dessa série de livros, mas não sei se eu gostaria tanto. Gosto de vampiros mas triângulos amorosos me incomodam um pouco kkkkkkkkk mas eu gosto de Fallen, então, quem sabe eu goste? E eu adoro séries grande também hahahah
    Beijos!
    Páginas Empoeiradas

    ResponderExcluir
  8. Teve uma época que escutei muito bem sobre essa série, mas ainda não a li.
    Simplesmente adorei sua resenha/recomendação, a descontração e a espontaneidade me contagiou e eu estou com muita vontade de ler agora haha'
    "porque parece muito ruim, mas é boa demais" compartilho desse sentimento contigo, uma das minhas séries preferidas era muito meh antes d'eu ler, e agora eu amo demais haha'
    Adorei o fato de que não parece ser uma história clichê, já fiquei com mais vontade.
    Quanto livro /o\ Então são tipo muitos livros, mas pequenos e fáceis de ler? Gostei.
    Tá, eu gostava de Crepúsculo, adorava Fallen e amo Hush Hush , então acho que posso gostar, pra sentir aquela nostalgia da época que lia muito romance haha'

    Beijos <3

    ResponderExcluir
  9. Olá!

    Vi toda a série disponível na biblioteca do meu bairro, mas não tenho vontade de lê-la, ainda mais porque li toda a série Crepúsculo e, disparado, foi a pior série que li na vida.

    ResponderExcluir
  10. Não acho que é um livro que me atrai, estou meio saturada de histórias com vampiros, mas achei a história legal mesmo assim, então quem sabe?
    Ah, mas 12 livros é demais mesmo, concordo.
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  11. Hey, Mia!

    Eu tenho fugido de tudo quanto é livro YA que me aparece. De vampirod também. E de vampiros adolescentes, então, mais ainda! ahahahahaha

    Eu gostei muito de Crepúsculo quando li pela primeira vez, como também Gostei de Fallen (Hush Hush eu odiei. O livro é mal-escrito demais...rsrs). No entanto, meu gosto literário mudou muito de lá pra cá e eu venho me tornando muito exigente com minhas leituras. Não sei se esses livros sobreviveriam a uma releitura, não.

    Então, nada de House of Night pra mim, rs.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Mia,
    Simplesmente adorei a sua forma inusitada de resenhar o livro, me conquistou de verdade!
    Me lembro de querer ler a série quando eu era adolescente, mas ficava até perdida quando lembrava que eram uns 1000 livros na coleção (na verdde 12 né?!). Atualmente não me interesso mais pelo estilo de leitura, depois de ter lido dezenas de livros assim. Mesmo assim vou indicar para primas que estão na adolescência, para que elas tenham experiências vampirescas tão boas quanto eu tive. rsrs
    Beijos
    Blog Relicário de Papel

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Ja vi muitos comentários positivos dessa série. Eu amo livros com sobrenatural, vampiros, mas confesso que tenho evitado pegar pra leituras justamente pela quantidade de livros que a mesma tem e por acabar ficando agarrada com uma única leitura sendo que ainda tenho os parceiros.
    No entanto, gostei muito de suas considerações!
    Espero ler num futuro!
    Beijos.

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  14. Oi tudo bem?
    Ouvi falar muito sobre House of Night e acredito que eu até gostaria por ser adolescente mas estou em uma época que estou passando longe de séries e 12 livros me fez fugir mesmo, passo a dica dessa vez mas quem sabe em outra oportunidade eu leio.

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Confesso que, desde que ouvi falar sobre essa série, torci o nariz. É o tipo de coisa que eu não leria de jeito nenhum por vontade própria. Maas, maas... Eu acabei de sair de uma leitura muito pesada, longa e um tanto difícil; li em sequência ininterrupta todos os livros da trilogia o Século, do Ken Follett, que, embora excelente, é um tanto política demais e pesadona. Precisava de algo para relaxar, alguma coisa simples. Foi então que a senhorita escreveu o post e, pensei eu: "Se a Mia indicou, a coisa deve ser boa mesmo!". E lá fui, procurar os tais vampiros adolescentes... Caramba, que história! Concordo que ela parece ser terrivelmente ruim pelo título, mas é excelente... Claro que não é um livro que muda nossa vida, mas serve muito bem como entretenimento. E nos faz ter vontade de pesquisar as mitologias. Já estou na metade do segundo livro, e a história tá ficando boa...
    Obs1: eu sinto agonia, mas uma agonia mortal, com a história do "Povo de fé"; o fanatismo religioso é exatamente assim, até parece que a autora se inspirou numas pessoas que eu conheço...
    Obs2: posso dar um puxão de orelhas na senhorita, com carinho?Então: você precisa ler algo do Ken Follett. São livros incríveis, tenho certeza que vai gostar. Comece por qualquer um, mas leia, leia mesmo... Excelentes!


    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem?
    Comecei a ler essa série faz uns 5 anos eu acho, parei no livro 8 e preciso dos outros pra finaliza, ela é grande demais mesmo, na minha opinião se cortasse algumas coisas ficaria bem melhor e a série menor!
    Bjs

    ResponderExcluir
  17. Olá! Tenho bastante vontade de ler essa série! Eu amo histórias com vampiro, mas assim como você, gosto de vampiros mais estilo sanguinários. Achei legal ter essa pegada de sociedade, é diferente, mesmo sendo uma série longa, vale a pena a ler. Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Oi
    Eu não tenho vontade nenhuma de ler essa série! Ainda mais com 12 livros! Menina saio até correndo! Tenho algumas amigas que gostam da série, mas nem elas aguentam mais! Que bom que você curtiu!
    Bjus

    ResponderExcluir
  19. "parece muito ruim, mas é boa demais" Eu ri com isso, confesso, rsrs.
    Pela sua resenha eu achei a série interessante e até leria, gostei de não ser tão estilo Crepúsculo, de envolver mitologias e tal.

    ResponderExcluir
  20. é, decido a crepúsculo meio que tomei repulsa no estilo... aahhaha
    mas que legal que tu se surpreendeu e ele traz alguns elementos que destoam do que é comumente mostrado nesse juvenis sobrenaturais... mesmo como triângulo hehhe
    agora doze livros realmente é demais...por questão de priorizar leituras, deixo passar a série...
    bjs...

    ResponderExcluir
  21. Fiquei com o pé atrás com relação aos vampiros (nunca li nada com vampiros e tenho receio de não gostar)... E ainda mais com uma série desse tamanho, tô fugindo de série, por isso, vou passar a dica! Beijos

    ResponderExcluir
  22. Olá! Ainda não conhecia esse livro. Gostei bastante da sua resenha e acredito que vale a pena conhecer e compartilhar a indicação. Tendo oportunidade, estarei lendo também, bjo

    ResponderExcluir
  23. Olá Mia, essa série parece ser muito boa e eu sempre tive vontade de ler *-* Adoro livros com vampiros e essa tem esse diferencial deles não serem uma sociedade escondida da humana *-* Adorei a dica.

    ResponderExcluir
  24. Olá, tudo bem?

    A sua resenha está bem legal, que legal que o livro tenha te surpreendido. Eu particularmente gosto de livros com pegada sobrenatural, mas não sei se gostaria de House Of Night, tendo em vista que é mais voltado para o público juvenil. Vou anotar o nome do livro e pesquisar mais.

    ResponderExcluir
  25. Oiiiii
    Gente, sempre vi essa série por aí mas nunca a li...
    Depois dessa sua resenha a vontade que tenho é de correr para a livraria mais próxima! hahahahaha
    Dica mais que anotada!

    bjs
    www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  26. Acabei perdendo interesse por esta série. Não acho que triângulo amoroso seja uma regra em livros do gênero, mas respeito sua opinião a respeito disso.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  27. Olá! Ainda não conhecia esse livro, mas gostei da sua resenha. Vou pesquisar mais, tendo oportunidade, estarei lendo também. super bjooooooooo

    ResponderExcluir
  28. Olá,
    Dei algumas risadas com sua resenha na parte que você fala porque ela é tão boa... porque parece ser tão ruim rsrs
    A premissa é bem interessante e tenho muita curiosidade para conferir esses adolescentes na escola para aprender a serem vampiros.
    Não gosto muito quando as obras apresentam triângulos amorosos, mas acho que já estou me acostumando a isso porque tem surgido muitos livros com tal característica.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  29. Se eu falar que larguei essa série no primeiro livro acredita? Não consegui gostar, assim como hush hush por exemplo eu também abandonei, sei lá, esses livros para adolescentes está chato ultimamente. Mas gostei de conferir sua resenha sincera sobre o livro.

    Beijos

    ResponderExcluir
  30. Doze livros é demais pra mim, gente. Não tenho paciência. O presidente Snow kkkk

    ResponderExcluir